Mito 2: Mentiras que contam sobre Terapia

Bruno Marinho de Sousa

Na aba Psicoterapia explico em linhas gerais a abordagem da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) e também aponto que há muito mistério e desconhecimento sobre a Psicologia, em especial a Psicoterapia (ou apenas terapia). Então para escrever sobre os mitos e preconceitos sobre a psicoterapia resolvi me basear no texto 8 mitos do atendimento psicológico, do site Mundo da Psicologia, e apresentar os que mais ouço e vejo.

#1. Psicólogo é coisa de doido

hospital-colônia

Não, ir ao psicólogo não é coisa de doido. Se você acha isso, ou pensa isso, por acaso já foi ao psicólogo? De onde tirou essa ideia? Quando você escuta uma mentira repetidas vezes, ela pode passar a ter poder de verdade. Esse é um caso desses em que a mídia reforça muito esse estereotipo. Quem mais se prejudica com esse mito é a Psiquiatria, mas a Psicologia acabou o herdando também. A mídia adora mostrar pessoas institucionalizadas (internadas em manicômios), em péssimas condições de higiene, tendo alucinações e delírios 1. Ao procurar psicoterapia não quer dizer que você está doido, quer dizer que você simplesmente tem um problema e precisa de ajuda de um profissional treinado para lidar com isso.

#2. Psicólogos receitam medicamentos

prescrição-remédio

No Brasil de modo algum o psicólogo pode receitar/prescrever medicamentos. Isso pode acontecer apenas se o psicólogo também for médico devidamente credenciado em algum conselho regional de medicina. Mas isso é muito raro, geralmente o médico escolhe o campo da Psiquiatria ou Neurologia para trabalhar com os aspectos mentais e do funcionamento do cérebro. Lembre-se, o Psiquiatra é o profissional formado em medicina que se especializou em Psiquiatria. O Psicólogo é formado em Psicologia. E o trabalho das duas áreas em conjunto pode promover melhores benefícios para você. Então, não tenha preconceito também contra a Psiquiatria.

#3. O psicólogo só vai me ouvir e ficar calado o tempo todo

blablabla
Bem, essa é uma questão delicada. Depende do que você entende por “apenas” ouvir. Mas isso vai variar de acordo com a abordagem psicológica adotada pelo Psicólogo. Na TCC, em linhas gerais é assim:

Psicoterapia é um processo colaborativo baseado na relação entre psicológico e cliente (você é cliente porque contrata um serviço). Por meio de diálogos, discussões, questionamentos, técnicas e propostas de intervenção, nós psicólogos trabalhamos juntos com você. Nosso objetivo é identificar e modificar pensamentos, comportamentos e emoções que atrapalham você, podendo levar ao sofrimento ou a outros problemas (como não ir atrás de seus objetivos de vida, solucionar problemas diversos e etc.).

Então na TCC o processo depende de você, nós te ajudamos a ter insights, ter autonomia sobre sua vida, isso é feito por meio de diálogos, discussões para que você descubra o que te aflige e você busque a solução mais adequada. E o silêncio às vezes fará parte da terapia, às vezes só você poderá falar, ou somente o psicólogo.

#4. O psicólogo irá me dar a solução para meus problemas

coelho-cartola

De modo algum! Não existe solução mágica para os nossos problemas. Se algum psicólogo te prometer resultados ou solução para seus problemas, saiba que isso é falta de ética profissional (se quiser, leia esse texto do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo). O que faremos é o que já disse no mito anterior, é ajudar, por meio de uma teoria psicológica e diversas técnicas, que VOCÊ decida os rumos da sua vida, solucione seus problemas. Não podemos te dizer o que fazer. Veja um exemplo hipotético do caso de uma pessoa que procura ajuda para lidar com o cônjuge:

“Ai não sei mais o que fazer, o que acha que tenho que fazer?” (Cliente)
“Acho que você tem que largar essa pessoa e somente assim será feliz.””(O que não pode ou deve fazer).

Isso está totalmente fora da conduta ética do psicólogo. O que fazemos é utilizar nossas técnicas para que você busque sua própria solução. Afinal de contas, é você quem sabe melhor da sua vida.

#5 Vou fazer terapia por 10, 20 anos

esqueleto-mesa-esperando

Esse é outro mito. O tempo de terapia dependerá de diversos fatores, sendo os mais importantes: o tipo de problema que você tem, há quanto tempo sofre com ele, a gravidade do problema (afetou o cérebro, precisa de medicamentos?), se for um transtorno grave (personalidade, borderline…) e, também, o tipo de abordagem psicológica. E não há como definir/prever um prazo para você ficar em terapia. Novamente, o processo depende muito de VOCÊ, do seu engajamento e da relação que tem com o profissional (uma boa relação é fundamental). Dentro da TCC, dependerá também das suas leituras e atividades que passamos. A terapia, em TCC, pode durar de poucas sessões, alguns meses, até anos. Terapia é um aprendizado e para aprender você precisa se dedicar.

#6. O psicólogo sabe ler mentes

leitura-mental

Não, o psicólogo não lê mentes. A ciência ainda não achou pessoas capazes disso. Você até pode ler alguns relatos “científicos” em blogs, mas o ser humano ainda não é capaz disso. Se houvesse alguém capaz com certeza você saberia o nome e essa pessoa estaria MUITO famosa. Isso está mais para o cinema, como o Professor Charles Xavier, que para a realidade. Em geral a “leitura mental” é uma distorção cognitiva (erro de pensamento) que investigamos no trabalho em TCC.

#7. Meu psicólogo vai fazer meu mapa astral

mapa-astral

Se seu psicólogo fizer isso, sinto te informar que você está indo em um profissional que não sabe o que faz e falta com a ética profissional. A ciência não obteve evidências que os astros (ou estrelas e planetas) influenciam nossa personalidade ou nosso destino1 (a não ser que venha um cometa e destrua o planeta). Os signos são criações do ser humano: touro, áries, libra, são frutos da imaginação de quem olhou as estrelas, viu determinadas figuras e atribuiu nomes a elas. O CRP de São Paulo aponta claramente o problema dessa prática:

A Astrologia não pode ser considerada prática complementar da Psicologia e nem um método científico compatível com a mesma. Deste modo, não pode ser utilizada direta ou indiretamente no decorrer de um processo ou tratamento psicológico. (leia mais aqui.

A astrologia e o mapa astral funcionam mais por nossa vontade de acreditar no sobrenatural(leia mais aqui na Superinteressante). MAS isso não impede que você vá ao astrólogo, faça seu mapa astral e siga sua vida conforme suas crenças. Entenda: é o psicólogo no exercício de sua profissão não pode fazer isso. Se você acredita em astrologia e se incomoda quando discordam, ou a criticam, leia o texto: Aprendizagem – Associando Estímulos.


Imagens: 1. Huffington Post Brasil, 2. Mulher.com.br, 3. Marcelo Quirino, 4. Eremedia, 5. Mundo da Psicologia, 6. X-Men Moviese 7. Wikipédia


  1. Leia mais sobre manicômios no Brasil no livro Holocausto Brasileiro, de Daniela Arbex, da editora Geração (primeiro capítulo disponível no link) e O holocausto brasileiro e os estragos irreparáveis do silêncio 

3 comentários sobre “Mito 2: Mentiras que contam sobre Terapia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s