Doutor ou PhD? O que os títulos acadêmicos querem dizer

Bruno Marinho de Sousa

  • Você acha que o título de PhD é maior que o de Doutor?
  • Não se engane com o tal do PhD…

Nessa minha vida já rodei algumas universidades, centros de ensino e faculdades. Algo muito peculiar que acontece, vez ou outra, é presenciar alunos de graduação e pessoas fora dessas instituições falando: “Nossa, Fulana ou Ciclano é PhD”, parecendo que isso é algo sobrenatural. E, vira e mexe, você vê na internet alguns profissionais se vendendo como PhDs em alguma coisa, como se fosse algo muito além do possível de alcançar…(e muitas vezes nem são, usam isso para vender cursos, palestras, livros…).

Parece que se Fulana é PhD ela tem um título mais importante do quem é Doutor (a). Afinal, ter um PhD não é para qualquer uma ou um… Ou seja, numa escala de importância, o PhD parece ser o último degrau. Certo?
Pois é, sinto informar, mas se você pensa assim, está enganada (o). As universidades federais brasileiras, tecnicamente, estão repletas de PhDs.

PhD = Doutor (a)

Ora, se é a mesma coisa, por que existem dois nomes? E o pior, duas siglas: D.r (a)1 e PhD?

Vamos por partes.

PhD é a abreviação de Philosophiae Doctor. Já D.r1 (a) é a abreviação de Doutor ou Doutora. O Doutor ou Doutora é quem fez doutorado no Brasil. Quem faz o doutorado recebe o título de Doutor, como no meu caso, sou Doutor em Ciências, pelo programa de pós-graduação em Psicobiologia, da Universidade de São Paulo, campus Ribeirão Preto. Tá vendo pela descrição que fiz no Brasil, certo?

Esse tipo de pós-graduação existe em outros países. Por exemplo, nos Estados Unidos quem obtém o título na mesma área que eu é PhD, não Doutor. Em outras palavras, o título é o mesmo, mas cada país rege a nomenclatura de forma diferente.

E o que afinal é preciso fazer para ter o título de Doutor ou PhD?

Em linhas gerais o Doutor ou PhD é treinado, aprende e se especializa cientificamente em uma área e assunto específico. Tecnicamente recebe uma formação para ser cientista e docente (realizar, liderar pesquisas e comunicação científica – escrever artigos, ministrar palestras e aulas). Durante o doutorado a pessoa teve que realizar pesquisa(s) – chamado de experimento, que devem ser originais de alguma forma, escrever uma tese e defendê-la perante uma banca formada por professores doutores.

Todo esse trabalho deve ou deveria ter um Orientador (alguém com doutorado e que seja experiente na área que a pessoa que quer o doutorado deseja trabalhar). A tese realizada pelo (a) doutorando (a) é fruto de muito trabalho conjunto com o orientador. E a defesa é a consagração desse trabalho. Ela é pública, o (a) doutorando (a) pode apresentar seu trabalho e depois tem uma arguição (debate) com a banca. Cada membro da banca tem sua vez, onde questiona, aponta possíveis falhas, melhorias e, pode até elogiar. Esse é um procedimento formal e documentado.

A Origem da Tese

A Origem da Tese

Tecnicamente no doutorado nós aprendemos e incorporamos o método científico na nossa visão de mundo (lado profissional). Isso quer dizer que aprendemos a buscar respostas para nossas dúvidas científicas utilizando esse método, não mais acreditando na “autoridade” que disse algo. Se a autoridade quer mostrar seu ponto de vista, deve demonstrar com evidências isso, não com opiniões como ocorre em outros meios. E, o mais importante, é que devemos aceitar fatos, evidências contrárias ao nosso ponto de vista. Sobre o método científico logo escreverei um texto.

Leia também: Obediência e Autoridade, o Experimento Milgram

E os outros títulos? Mestrado, Especialista, bacharel e etc.

  • Bacharelado: “confere ao diplomado competências em determinado campo do saber para o exercício de atividade acadêmica ou profissional”.
  • Licenciatura: o estudante recebe formação para lecionar na educação básica.
  • Mestrado: também precisa de um orientador, uma pesquisa (experimento), escrita de uma Dissertação (não tese) e defesa pública. No mestrado não necessariamente é necessário uma inovação no campo do conhecimento, como no doutorado. A pessoa recebe o título de Mestre (M.e 1Brasil). Nos Estados Unidos, por exemplo, seria Master os Science (M. Sc.).
  • Pós-Doutorado: aqui acontece outra confusão. Pós-doutor não é um título, apesar de algumas pessoas (diga-se professores) quererem vendê-lo como tal. Ele somente pode ser feito após a conclusão do Doutorado. Como o doutorado é a última etapa, a pessoa não tem mais Orientador, agora ela passa a ter Supervisor. Devido a sua formação, a pessoa já tem autonomia para trilhar seu próprio caminho na ciência. Muitos professores de universidades federais saem de licença para realizar pós-doutorado como forma de se especializar.
ordem de formação

Em alguns casos é possível “pular” o mestrado.

Por que pessoas bacharéis ou sem pós-graduação se intitulam de Doutor?

Cada um vai dar uma explicação diferente, desde arquivos da época do Brasil colônia até tradução de formas de tratamento. Mas na verdade quem regula isso no Brasil são os conselhos profissionais. Se você pesquisar na internet, verá que alguns Conselhos recomendam o uso do título. Se quiser entender mais essa questão do uso de doutor sem doutorado, clique aqui para ler o texto do prof. Dr. Marco Antônio Ribeiro Tura, jurista, membro vitalício do Ministério Público da União e Doutor em Direito Internacional e Integração Econômica.

Para finalizar e reforçar minhas palavras sobre Doutor e PhD, cito aqui o artigo do professor Antonio Augusto V. Cruz, da Universidade de São Paulo (Ribeirão Preto):

“Em resumo, PhD e o Doutorado brasileiro traduzem a mesma coisa, isto é, a aquisição do método científico consubstanciado pela realização de uma pesquisa, defendida formalmente como tese.”


Leia mais:

Fonte das Imagens (na ordem que aparecem): The Origin of a Thesis e Ordem de Formação


  1. A abreviatura de Doutor é D.r e de Mestre é M.e, por mais estranho que pareça. Essa é a norma da Academia Brasileira de Letras, que regulamenta essas normas. Não sabia, aprendi lendo o texto do Posgraduando, mas ainda acho menos feio usar Dr. rs 

5 comentários sobre “Doutor ou PhD? O que os títulos acadêmicos querem dizer

  1. Luismar M. Porto disse:

    Na verdade, PhD é quem tem diploma de Philosophiae Doctor. Quem tem Doutorado em Engenharia, ou em Ciências, por exemplo, não tem um diploma de PhD. (Nesse caso, talvez a abreviação possa ser Dr. Eng. (ou D.Eng.?) e D.Sc. Ou seja, PhD e Doutor podem até ser equivalentes (o que nem sempre é verdade. Por exemplo, algumas escolas oferecem Ph.D. e D.Sc., para a mesma carreira, porém com requisitos diferentes), mas não são a mesma coisa. Da mesma forma, não posso dizer que sou M.D. (Medical Doctor), embora esse também seja doutor. Em resumo, todo PhD é doutor, embora nem todo doutor seja PhD.

    Curtir

    • Psicologia Catalão disse:

      Olá Luismar,
      obrigado pela visita e pelo comentário. Realmente existem outras formas de doutor lá fora, como o DSC (em ciência) e o DBA (administração). O objetivo do texto era só alertar sobre os marketeiros que vendem 6 por meia dúzia (ou até por menos). O negócio anda tão feio que agora vendem pós-doutorado como “título” rs. Até o Miguel Nicolelis comentou sobre isso:

      Curtir

  2. SILVIA HELENA MINUNCIO DO NASCIMENTO disse:

    Muito bom o post. Eu defendi de unhas e dentes que devemos estudar sempre e se aperfeiçoar. Sei que um mestrado e doutorado não é nada fácil de fazer. E tda adoram o título de doutor mas poucos querem enfrentar um doutorado. Tiro o chapéu pra quem enfrenta e faz jus ao título. Mas tbm conheço muitos doutores que enfrentaram um doutorado e infelizmente não sei como conseguiram pq não fazem jus ao título mesmo . Para mim o importante é o bom profissional que ama o que faz. r, mas se não amar sua profissão título nenhum o faz ser bom. Parabéns pra vc. Admiro muito o profissional que vc é. Abraços

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s