Bruno Marinho de Sousa

Você está lendo esse texto pelo seu celular? Você acha que seu celular é limpo? O que é mais limpo: seu celular ou um assento sanitário público? Pense bem antes de responder. Se respondeu seu celular, pode ser que esteja enganado. Quando foi que o limpou pela última vez? Enquanto isso os banheiros públicos geralmente têm pessoas para limpá-los com frequência…

gray samsung smartphone showing chocolates
Foto por Lisa Fotios em Pexels.com

Para você ter dimensão do quanto um celular pode ser “perigoso”, um estudo investigou os celulares que são levados para salas de operação (cirurgias ortopédicas nesse estudo). 53 celulares foram examinados com uma técnica específica para avaliar o nível de contaminação orgânica. Depois foram desinfetados e uma semana depois reavaliados. Os resultados podem ser preocupantes:

83% dos celulares (44) tinham bactérias patogênicas na avaliação inicial, 8% (4) ainda possuem bactérias desse tipo após a desinfecção. E, uma semana após o procedimento, 75% estavam com bactérias. Fonte: PubMed

Outro estudo mostra que um banheiro público pode ser 10 vezes mais limpo que seu celular! Pense bem, um banheiro público é mais limpo que esse seu objeto que vai à sua boca, sua orelha, suas mãos, que depois de você manusear, você coloca o dedo no nariz, boca, cumprimenta os outros…

2 dirty cell phone.png
Imagem: knowthyphone

Mas claro que você acha que não faz isso, mas alguns cientistas mostram o contrário. Um adulto coloca o(s) dedo(s) na boca, nariz ou olhos cerca de 16 vezes por dia. Já uma criança pode fazer isso cerca de 80 vezes! Ou seja, o seu celular que pode estar mais sujo que um banheiro público contamina sua mão e seus dedos e depois você os leva para contaminar outras partes sensíveis do seu corpo (as mucosas, por exemplo).

Sabe por que você não vê “perigo” no seu celular? Porque ele é muito familiar para você e isso provoca um efeito psicológico que te tranquiliza. Um psicólogo e cientista da Universidade do Oregon (Paul Slovic) avaliou a percepção de riscos e descreveu 9 fatores que as pessoas usam para avaliar se o que estão usando é ou não seguro. Dentre os fatores, alguns que usamos são:

se é conhecido da ciência ou por você, se é controlável ou não, se é velho ou novo, se é voluntário ou não, se é comum ou não, se as consequências são imediatas ou não e etc.

Bem, seu celular é conhecido da ciência, por você, é controlável, normalmente novo (não tem muitos anos), voluntário (você quis tê-lo), é bem comum ter um, qualquer efeito negativo dele pode demorar anos…

Em outras palavras, você tem mais medo de energia nuclear do que seu celular, porque ela é desconhecida por você, você não sabe como controlá-la e as consequências parecem imediatas. Mas o perigo do celular está mais ao seu alcance.

Então, lembre-se que o inimigo está nas suas mãos e limpe seu celular!


Leia mais:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s