Abuso Sexual, Coaching e Novela

Bruno Marinho de Sousa

Está assistindo a novela “Outro Lado do Paraíso”?

Sabia que há uma polêmica muito grande sobre o tratamento da personagem Laura? Ela procura um profissional que não possui treinamento psicológico. Ela busca ajuda de um Coach (profissional que atende em Coaching).

300793-e1517869464518

Qual o problema?

Bem, são muitos. Para começar, Coach não é uma profissão regulamentada. A Sociedade, Instituto e afins de Coaching (processo) são ESCOLAS, não instituições que visam promover a profissão, como a Sociedade Brasileira de Psicologia.E por serem escolas, uma delas decidiu pagar pela ação de marketing na novela.

As escolas de Coaching oferecem cursos, muitas vezes, de fim de semana e já fornecem certificação para o trabalho profissional. Por outro lado, psicólogos estudam por cerca de 5 anos para o exercício profissional e estão sujeitos aos Conselhos Regionais (que fiscalizam e regulamentam a profissão). Somos uma profissão regulamentada pela Lei 4.119, de 27 de agosto de 1962. E os cursos de Psicologia devem ser fiscalizados pelo Ministério da Educação e o Ministério da Saúde.

O Coach não tem formação teórica e instrumental para trabalhar assuntos de cunho emocional tão profundo como o abuso sexual sofrido pela personagem Laura. Se para o psicólogo, profissional capacitado, já é um trabalho difícil, árduo, imagine para alguém que pode ter uma formação questionável?

Abuso Sexual Infantil e questões psicológicas

Aqui não irei me aprofundar no tema. Apenas mostrar a seriedade que a Psicologia se vale para investigar o tema. Para isso, me basearei nas indicações das psicólogas Cátula da Luz Pelisoli (psicóloga judiciária) e a Dra. Débora Dalbosco Dell’Aglio (professora da Universidade Federal do Rio Grande Sul) no artigo: Práticas de profissionais de Psicologia em situações de abuso sexual.

Nos estudos sobre o abuso sexual infantil destacam-se tanto a Psicologia Cognitiva (área da Psicologia) quanto a Terapia Cognitivo-Comportamental (abordagem psicológica). Essas duas abordagens se valem do método científico para entender o fenômeno do abuso infantil. Para isso busca-se entender a dinâmica dos comportamentos que levam ao abuso e também promover estratégias de intervenções que sejam eficazes para auxiliar as vítimas.

Os estudos apontam  a importância da memória e como a criança interpreta a situação de abuso. Por exemplo, para evitar que perguntas possam induzir a pessoa criar falsas memórias, é utilizada uma técnica de Entrevista Cognitiva. A pessoa entrevistada é encorajada a relatar tudo que se lembra do evento. Depois, pede-se que relate o evento em outra ordem temporal e, também, na visão de outra pessoa. Essa forma de abordar a memória visa evitar que o entrevistador sugira ou induza as falsas memórias. E, também promove bem-estar para a vítima. Estudos em vários países mostram a efetividade dessa e de outras técnicas da Psicologia Cognitiva e Terapia Cognitivo-Comportamental.

Perceberam a diferença do que ocorreu na novela?

Para que serve então o tal Coaching?

O processo de Coaching pode te ajudar sim em muitos aspectos de sua vida. Ele pode te ajudar em diversos aspectos, como se preparar para aposentadoria, mudar de profissão, ou seja, em aspectos que se buscam o desenvolvimento e/ou melhoria de habilidades, competências e qualidade de vida (pessoal e profissional). Já na Psicoterapia o foco pode ser o mesmo e, ainda, o psicólogo tem formação para ajudar a aliviar ou solucionar problemas de cunho emocional, interpessoal, mental e etc.

Dessa forma, Coaching é uma prática que pode ser utilizada por você, desde que respeitado o que foi dito acima. O Conselho Regional de Psicologia do Paraná, aponta isso:

Simplesmente desconsiderar o avanço científico e o reconhecimento da sociedade das estratégias e benefícios do coaching alegando que não se trata de um método vinculado aos princípios, procedimentos, métodos e técnicas da Psicologia é contribuir para a desregulamentação da profissão e desconsiderar a preparação da(o) Psicóloga(o) para trabalhar com o comportamento humano.

Existe uma tese de doutorado realizada no Brasil que mostra os benefícios do Coaching realizado por um psicólogo. Mas para casos que não envolvem sofrimento emocional. Se quer entender melhor isso, leia a entrevista sobre a tese de doutorado do professor Dr. Nicomedes Borges, que associa Psicologia e Coaching.

Então por que isso apareceu na novela?

Bom, a rede Globo é uma empresa e precisa de dinheiro. E o instituto é uma escola que precisa de alunos. Essa foi apenas uma ação de merchandising (propaganda) de um instituto-escola. Igual é feito com escola de idiomas, shampoo…

Informações adicionais:


Leia mais:

 

Um comentário sobre “Abuso Sexual, Coaching e Novela

  1. SILVIA HELENA MINUNCIO DO NASCIMENTO disse:

    Boa noite. Muito boa a explicação. Infelizmente as novelas sempre com desserviço a população. Poderiam aproveitar esse espaço pra ajudar as pessoas mas não, sempre tornando as coisas bem fáceis e simples, aos olhos deles claro e as pessoas que passam por algum dos problemas que eles trazem a tona não conseguem se quer uma informação que talvez alertassem pra procurar ajuda no lugar certo. Infelizmente mais uma fez falhando com a população que os assistem.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s